Pular para o conteúdo

Eu sou completamente alheio ao mundo hipster. O que vejo muito são piadas e memes, e algumas atitudes sérias dessa galera que parecem piada ou memes. Sim, fora da bolha hipster ninguém leva eles a sério e, sinceramente, não vejo problema em a pessoa viver a sua vida da maneira que ela quiser, desde que não torre a paciência das pessoas em seu entorno. Mas, uma coisa temos que admitir. O hipster é uma criatura peculiar quanto à sua aparência. Se você viu um, então já viu todos. Isso pode ser uma afirmação ofensiva? Pode ser, já que os guerreiros da justiça social acham que tudo pode ser passível de ofensa, mas nesse caso temos uma pesquisa científica que mostra esse fato.
...continuar lendo "Todo Hipster é igual? Parece que sim"

Quando comecei na fotografia, poucas pessoas possuíam uma câmera fotográfica em casa. Era um processo caro e os equipamentos eram complicados de serem manejados. Com a fotografia digital tudo mudou. Todos tiveram acesso aos equipamentos e era comum cada membro da família ter sua câmera fotográfica. A produção de equipamentos subiu, as empresas expandiram e contrataram mais funcionários. Mas, a bolha estourou. E é sobre isso que vamos falar nesse volume de nosso podcast.

...continuar lendo "Câmera Escura #27 – O fim da Bolha das câmeras fotográficas"

Sério, quando essa série chamada The Umbrella Academy apareceu nos destaques da Netflix eu não dei muita atenção. Para falar a verdade, não venho dando muita atenção à maioria das coisas lançadas pela Netflix. Uma enxurrada de séries e filmes produzidos pela casa que não possuem uma qualidade aceitável ou enredos fracos e produções sofríveis. Prefiro continuar assistindo filmes e séries antigas que ainda estão na plataforma. Mas, a curiosidade em relação aos super-heróis da Umbrella foi atiçada ao descobrir que se tratava de uma adaptação de uma história em quadrinhos escrita por Gerard Way (vocalista da banda My Chemical Romance) e desenhada pelo brasileiro Gabriel Bá.

...continuar lendo "The Umbrella Academy na Netflix"

FRANCE. Normandy. June 6th, 1944. US troops assault Omaha Beach during the D-Day landings (first assault).

Eu sou um grande fã de Robert Capa. O fotógrafo (cujo nome verdadeiro é Friedmann Endre Ernő) nasceu em Budapeste na Hungria em 22 de outubro de 1913. Se tornou famoso pelas coberturas fotográficas da Guerra Civil Espanhola, da Segunda Guerra Sino-Japonesa, da Segunda Guerra Mundial e da Guerra Arabe-Israelense de 1948. Morreu em 1954 durante a cobertura da Primeira Guerra da Indochina ao pisar em uma mina. Dizem que quando foi encontrado, suas pernas estavam dilaceradas, mas a câmera continuava firme em suas mãos. Considerado um dos grandes fotojornalistas da história, Capa foi um dos co-fundadores da Agência Magnum, juntamente com David SeymourHenri Cartier-Bresson e George Rodger. Embora tenha ficado famoso com a cobertura de Guerras, Robert Capa também possuí uma produção fotográfica voltada para outras áreas do fotojornalismo e até mesmo fotos de arte, mostrando que ele não era apenas corajoso, mas também muito talentoso.

...continuar lendo "Robert Capa – a destruição de uma lenda?"

As vezes nos deparamos com Leis que podem parecer ridículas em uma primeira análise. Mas, pode ter certeza, se existe uma lei proibindo um ato ridículo, é porquê as pessoas realmente praticavam aquele ato ridículo. Por exemplo, existem placas em todas as linhas férreas aqui na cidade dizendo expressamente que é proibido andar sobre os trilhos do trem. Você pensa que isso é obvio e que ninguém vai andar sobre os trilhos do trem. Mas, isso acontece todo dia e existem várias estatísticas no mundo de pessoas que são atropeladas por trens. As pessoas são ridículas. Mas, agora, no Reino Unido temos uma lei contra o upskirting.

...continuar lendo "Você não pode mais fotografar por baixo de saias no Reino Unido"